Comparativo Continuar lendo. 

Arquitetura Oscar Ferreira inspira projeto de casa em Brasília

Há quase trinta anos no mercado de arquitetura e urbanismo, a Arquitetura Oscar Ferreira tornou-se reconhecida pela sua marca e qualidade nos projetos diferenciados que desenvolve, tendo como diferencial soluções arquitetônicas que levam em conta a melhor relação custo-benefício, com a missão de criar ambientes de bem-estar.

A busca incessante em manter e aperfeiçoar o seu padrão de qualidade, acompanhando as últimas tendências e recursos tecnológicos, fez da empresa uma referência no seu segmento e para outros profissionais respeitados.

Em março do ano passado, por exemplo, um projeto de casa construída à beira do lago Paranoá, em Brasília, no Distrito Federal, foi destacado em um artigo de seis páginas da edição 252 da Revista AU, uma das mais relevantes publicações especializadas em arquitetura e construção do Brasil. Com texto assinado por Simone Sayegh, a publicação da Editora Pini apresentou fotos e plantas do imóvel – estas últimas praticamente idênticas a um projeto de casa que seria construído no mesmo endereço, previamente encomendado à Arquitetura Oscar Ferreira em novembro de 2007.

Na época, o proprietário do terreno onde está localizada a residência do artigo publicado pela AU encomendou à Arquitetura Oscar Ferreira um projeto de casa com as mesmas características, mas informou posteriormente à empresa que não teria mais interesse no projeto. Assim, de acordo com os termos firmados para os serviços, o projeto da casa seria arquivado pela Oscar Ferreira, detentora dos direitos autorais, sem qualquer ônus ou custos entre as partes.

Segundo Gilberto Hoffmann, experiente construtor e projetista de edificações de São Paulo, a casa do lago Paranoá em Brasília apresenta muitas similaridades em relação ao projeto original encomendado à Arquitetura Oscar Ferreira. Analisando as plantas e fotos publicadas na revista e confrontando-as com o material original a conclusão do especialista é de que o programa, orientação e implantação são absolutamente idênticos. No quesito de arranjo físico, ele explica que há coincidências, com pequenas variações, no térreo e subsolo. A volumetria, segundo ele, também é similar, mas “há pequenas alterações provocadas pelo arranjo estrutural e a cobertura da casa”.

Comparativo

Ilustração: Arquitetura Oscar Ferreira/Reprodução do desenho publicado na Revista AU edição 252 /Editora Pini 

TERREO

Plantas: Arquitetura Oscar Ferreira/Reprodução da publicação na Revista AU edição 252 /Editora Pini 

SUPERIOR

Plantas: Arquitetura Oscar Ferreira/Reprodução da publicação na Revista AU edição 252 /Editora Pini

GARAGEM

Plantas: Arquitetura Oscar Ferreira/Reprodução da publicação na Revista AU edição 252 /Editora Pini 

  • GILBERTO HOFFMANN

    Por de uma análise nem tão profunda, constata-se facilmente que há uma perfeita simbiose, entre o projeto publicado na revista e o projeto originalmente proposto !? GILBERTO HOFFMANN