JOCKEY13C Continuar lendo. 

O glamour das corridas de cavalo retorna a Beagá com novo projeto da AOF

Matéria da quarta edição do informativo para distribuição interna a clientes da Arquitetura Oscar Ferreira (AOF Newsletter) no mês de setembro, o Hipódromo  Adelmar Cadar,  em fase de anteprojeto, é a grande novidade do momento para reanimar os aficionados pelo turfe ou corrida de cavalos – um dos esportes mais antigos de que se tem notícia, com registros que datam desde a antiga Roma e os estádios gregos em meados do século VIII A.C..

O projeto, desenvolvido nos últimos meses pela Arquitetura Oscar Ferreira, após várias reuniões com a diretoria da Jockey Club de Minas Gerais, e muitas horas de pesquisa sobre hipódromos de várias partes do mundo, reflete aquilo que a AOF sempre entrega ao mercado: um empreendimento enxuto, que parte do binômio simplicidade/eficiência, aliando, ao mesmo tempo, modernidade, beleza e excelente relação custo-benefício em todos os aspectos construtivos.

O local que irá sediar o novo jóquei será o município de Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, abarcando um terreno de 250 mil metros quadrados às margens da BR-040. Ao todo, o hipódromo terá capacidade para receber centenas de pessoas, com uma pista de 1,2 mil metros de 20 metros de largura. No projeto, está prevista uma tribuna para sócios, arquibancadas, casas de apostas, áreas de convivência e uma lanchonete.

Como o terreno já possui uma área em declive, a ideia foi aproveitar o relevo para fazer as arquibancadas no terreno natural e oferecer às tribunas inferiores a visibilidade da pista de corrida. Na obra, será utilizada a combinação de estrutura metálica com steel frame, um sistema que exige uma malha rígida de perfis para sua auto-estabilização. Dessa forma, a equipe AOF elaborou um volume estrutural que possui eixos internos bem definidos, permitindo o travamento necessário e, simultaneamente, contribuindo para a beleza desejada para o objeto.

Segundo Luiz Gazzi, arquiteto e sócio-diretor da AOF, o maior desafio na execução do projeto foi a concepção da solução estrutural, a partir da qual veio inspiração para o desenho final . “Tendo em vista que as corridas de cavalo duram relativamente pouco tempo, investimos em alguns diferenciais do hipódromo – a humanização e ambientação, com ambientes que proporcionam bem-estar e estimulam o convívio social”.

O Jockey Club de Minas Gerais será aberto ao grande público, à exceção da tribuna superior, exclusiva para uso de associados, convidados, profissionais de imprensa  e autoridades. A inauguração está prevista para 2019.

JOCKEY13C

Ilustração eletrônica: Luiz Gazzi e Matheus Nava