Esta é a proposta de Centro Administrativo projetada pela Arquitetura Oscar Ferreira para Brasília. O conceito volumétrico partiu de uma estrutura em forma de “X”, onde as secretarias se desenvolvem nos braços da edificação e se encontram no ponto de interseção, que é totalmente envidraçado. Neste volume oval, se situam as circulações verticais e as passarelas, com um espelho d'água no térreo. Neste local, o encontro é valorizado e é possível notar a permeabilidade visual. Os topos da edificação se unem através de curvas suaves, que trazem harmonia e unidade para a construção. (2006) Imagens: Arquitetura Oscar Ferreira

Esta é a proposta de Centro Administrativo projetada pela Arquitetura Oscar Ferreira para Brasília. O conceito volumétrico partiu de uma estrutura em forma de “X”, onde as secretarias se desenvolvem nos braços da edificação e se encontram no ponto de interseção, que é totalmente envidraçado. Neste volume oval, se situam as circulações verticais e as passarelas, com um espelho d'água no térreo. Neste local, o encontro é valorizado e é possível notar a permeabilidade visual. Os topos da edificação se unem através de curvas suaves, que trazem harmonia e unidade para a construção. (2006) Imagens: Arquitetura Oscar Ferreira

Esta é a proposta de Centro Administrativo projetada pela Arquitetura Oscar Ferreira para Brasília. O conceito volumétrico partiu de uma estrutura em forma de “X”, onde as secretarias se desenvolvem nos braços da edificação e se encontram no ponto de interseção, que é totalmente envidraçado. Neste volume oval, se situam as circulações verticais e as passarelas, com um espelho d'água no térreo. Neste local, o encontro é valorizado e é possível notar a permeabilidade visual. Os topos da edificação se unem através de curvas suaves, que trazem harmonia e unidade para a construção. (2006) Imagens: Arquitetura Oscar Ferreira